Sem pé nem cabeça e uma dose de nostalgia

Mexer em ferida fechada nunca é bom (se é que existe ferida fechada). Abrir antigas cicatrizes do coração com sua razão é algo contra indicado se você não quer chorar. Mas se quiser fazê-lo, volte no tempo.

Volte para aqueles tempos em que você queria se tornar uma pessoa diferente. Lembre das burradas que fez, lembre dos erros que, até hoje, não carregam o perdão. Ou se não, lembre-se apenas da nostalgia do futuro.

Aquela nostalgia que te invadia em qualquer manhã, de um dia qualquer, e te fazia lembrar de todas as coisas. Fazia-te ouvir músicas que já foram moda, lembrar nomes de pessoas e da cor da parede do muro da casa do seu ex. Ou se não, deleite-se nas lembranças de um futuro que está por vir.

Lembre-se dos sonhos que você quer realizar, de como você gostaria de estar mais esbelte ou pelo menos, mais atraente. Lembre-se das coisas efêmeras que nunca tiraram o seu sono. Lembre-se do seu futuro como se ele fosse uma lembrança. Se não, as coisas vão ficar muito aterrorizantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s