Importa?

 

Apesar de não ser muito próxima dela, eu fui lá conversar. Saber o que estava acontecendo. Afinal, estava óbvio que alguma coisa grave tinha acontecido, ela passara a manhã inteira com a voz falhando e com a cara de quem não suporta mais tantas coisas. Nossa, ela estava mal. Quando eu apareci, ela só não começou a prantear devido ao ambiente em que estávamos. Eu não sabia que alguém podia ser tão frágil. Ela estava mal, eu fui ajudar. Uma estrangeira atravessando a fronteira de um mundo totalmente novo e desconhecido. Enquanto eu estava com ela, amigos passavam, conhecidos passavam e ninguém parava. Ninguém dava sequer um “oi”. Escutei depois uma amiga dela chamando para ir embora, mas nem um pouco comovida com o quadro em que ela se encontrava.

Pode alguém ser tão alheio a outro, dessa forma? Pode sim. As pessoas mais próximas, às vezes, são as mais indiferentes, são as que não enxergam a sua dor, as que ficam cegas. Ou se não, é só gente que não se importa. Ok, ela está mal, não posso fazer nada então vou fingir que não vi. Ou se não, já sei qual é o problema, como já sei, não vou nem perguntar o que é. Não esqueça que um dia, você poderá estar nessa situação e bem, você vai sentir o quanto a indiferença dói.

Você se importa com os sentimentos dos outros, como eles estão se sentindo, se a temperatura está boa. Mas não fique aflito, nem se entristeça quando ver que, aquela pessoa que deveria se importa não se importa. Aquilo que é totalmente relevante para você, para outros é só mais um detalhe que pode passar batido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s