Piração ou inspiração?

Quem nunca acordou um dia com a cabeça cheia de textos, desejos e sonhos? Acordou achando que tinha descoberto a mina de ouro que estava escondida dentro de você? Achando que tinha achado o seu verdadeiro eu? Dias assim são altamente comuns. Tudo soa prosa e poesia. Tudo ou nada dão um texto de quinhentas palavras pra você. Em dias assim, você abre o diário velho que estava jogado em cima do seu guarda roupa, ou no fundo da sua gaveta e começa a escrever. Ou começa a pensar em escrever. Mas na hora de colocar tudo num papel, as palavras não parecem suficientes pra expressar seu “lampejo” de escritor e você logo desanima porque os pensamentos estão devagar. Então você lembra da sua amiga internet e ela te abre uma porta. Uma porta que você acha que a entrada para o paraíso.

Ter um blog hoje em dia é fácil. Domínios e hospedagens dos mais variados tipos, gostos e sabores. É só se cadastrar e pronto, você tem um lugar para colocar as coisas que você gosta, as coisas que você pensa, as coisas que você detesta e até aquelas indiretas mais que diretas que nunca sairão da sua imaginação. Você pensa em escrever sobre aquela pessoa do colégio que persegue a sua vida, ou sobre o nome que você deu àquela pedrinha que um dia entrou no seu sapato. Na internet, ninguém é de ninguém e o mundo é nosso. Cada um por si e Deus por todos. A teoria é muito simples, fácil e barata. Mas e a realidade? A realidade não agrada a ninguém.

Um dia de inspiração é comum; dois dias, razoável; três dias, opa! peraí. Uma semana? Praticamente impossível. Principalmente para uma mente ociosa e complicada. Você liga o computador, olha para o seu blog e nada, absolutamente nada vem à mente. Você vasculha no fundo da alma e no fundo da cabeça e nenhuma epifania acontece. E agora, o que fazer?

Quem tem blog sobre tudo, coloca uma foto e fala alguma coisa. Quem tem blog sobre moda, tem o weheartit (que eu amo), mas e quem tem um blog pessoal mas que não é o seu diário, do que fala? Não fala. Só enrola.

Hoje é o dia comum de uma pessoa comum que tem um blog, comum. Um dia sem inspiração. Onde, quando tudo está colorido, ele está cinza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s