Tudo de novo.

Tudo começou com uma dor de garganta, e agora eu estou aqui de frente pra o meu pc, escrevendo. Hoje é um daqueles dias em que acordei com dor de cabeça, sem saber muito o que iria acontecer. Nenhum plano, sem saco pra olhar nem pra fora. Todos os lugares são quentes, todas as pessoas são chatas. E qualquer coisa que eu leio, me impressiono e isso é o bastante pra me fazer pensar e ter, de repente, uma visão intrigante e disfarçada sobre tudo. Eu tenho um monte de coisas pra dizer, eu tenho um monte de coisas pra pensar, pra dizer, mas palavras não são (e nunca serão) minhas aliadas. Não espere que eu vá escrever sobre você, ou sobre ele, ou sobre qualquer outra pessoas. Eu vou escrever sobre mim. E quantos textos eu estiver a fim. Eu não mando em mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s